Publicidade

41 3672-1041
QBCAMP@QBCAMP.COM.BR

A prática de fazer uma coisa de cada vez

Notícia publica em 12/06/2018

Há um termo japonês, "ichigyo-zammai", que basicamente significa "concentração total em um único ato".

Sunryu Suzuki descreveu esta prática em seu livro, "Zen Mind, Beginner's Mind", e chamou de "atividade iluminada" o ato de estar plenamente envolvido com uma tarefa.

"Então, em vez de ter algum objeto de adoração, apenas nos concentramos na atividade que fazemos em cada momento", escreveu Suzuki Roshi. "Quando você se curva, você deve simplesmente se curvar; Quando você se senta, você deve apenas se sentar; Quando você come, você deve apenas comer."

Ele disse que quando fazemos apenas uma atividade, expressamos nossa verdadeira natureza.

Que bela ideia. Quando não estamos presentes, nossa verdadeira natureza não pode se expressar completamente, mas quando nos concentramos no que estamos fazendo, começamos a expressar nosso verdadeiro eu.

Mas é mais fácil dizer do que fazer. Quantas vezes não acabamos desconcentrados?

Como nas vezes em que:

Pulamos de abas no navegador entre tarefas;
Verificamos nossos telefones ao fazer outras coisas ao longo do dia;
Nos apressamos para começar algo novo antes de terminar o que já estamos fazendo;
Pensamos em outras coisas quando alguém está falando conosco;
Nos irritamos com alguém quando somos interrompidos em alguma tarefa;
Não levamos a sério o que estamos fazendo porque é maçante ou já faz parte da rotina.

A verdade é que raramente ficamos totalmente no momento com qualquer atividade. Como podemos tentar essa "atividade iluminada" de concentração total?

Como fazer uma coisa de cada vez

Estes lembretes também valem para mim, mas aqui está o que eu tenho praticado:

Quando você inicia uma atividade, volte-se para ela com toda a sua atenção e defina uma intenção de estar presente com o ato, para não fazer nada além desta atividade. Você pode pensar: "Apenas ande" ou "Apenas leia" ou "Apenas beba chá".

Ao ficar totalmente comprometido com o momento, você pode ter uma consciência clara e vasta como um céu aberto.

Quando você perceber que está pensando em outra coisa, ou que sua atenção está se desviando, pare e perceba. Em seguida, volte a estar totalmente presente na atividade.

Esvazie sua mente de ideias preconcebidas sobre a atividade, e apenas seja curioso sobre o que a atividade é realmente à medida em que você a desenvolve. Permita-se ser surpreendido.

Trate cada objeto com reverência, como se fosse sua própria visão.

Veja o brilho de cada momento, de cada atividade, que está subjacente a tudo ao nosso redor.

Apenas escreva. Apenas tome banho. Apenas dê a alguém sua atenção completa.

Ao dar a cada atividade nossa plena atenção, começamos a apreciar cada pessoa, cada objeto, tudo ao nosso redor como algo digno de respeito, amor e gratidão.

Começamos a aproveitar a oportunidade de nos envolver plenamente com ela, com um abraço e um sorriso.

Fonte: http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/a-pratica-de-fazer-uma-coisa-de-cada-vez/103351/

CADASTRE-SE

Receba nossas novidades, informações de cursos e palestras.

Parceiros

Facebook